Le Dulce - Aldrin

Página 4 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lizie em Ter 26 Ago 2008, 17:34


*Arqueando uma das sombranelhas,Lori era obrigada a reavaliar novamente as propria pulavras, tentando achar o que havia de errada com a propria boca hoje, parecia que tudo o que dizia criava uma nova discução ou pior fazia as pessoas a entenderem erroneamente.Por isos que preferia apenas assistir o que ocorria sem pronunciar-se longamente,seguidamente vinham as palavraas de Klaus o que poupava-lhe de explicações maiores, mas sera que isso bastaria para calar a eladrin?*


Caminhando em direção a mesa, recolocava seu escudo e deixava um pequeno suspiro escapar de seus lábios, quanta controvérsia por uma simples questão de justiça , que aos olhos dela apenas poderia ser respondida de um lado, pois mesmo que fosse dito que sua visão fosse pequena e muito simplista.Achava que o perdão a certas causas apenas traziam o caos ao mundo.*

-Não creio que o fato de te-lo aceitado tenha mudado algo ou mesmo me feito duvidar de sua visão de justiça, a qual não posso aprovar inteiramente, mas se dentro de mim houvesse algo que temesse viver sob a insígnia de instransigente ,jamais teria avançado um passo em direção ao caminho ao qual me dirijo.Isso é o que me torna capaz de ser boa e prestativa, igualmente os motivos de Klaus para ser quem é, os de Edmond e especialmente os seus Bastian.Não precisamos discutir justiça, porque nenhum de nós esta contra ela e nem estará...

*Após ter dado a mão para Edmond,tentava compreender o que lhe passava pela cabeca, sem grande sucesso, bom..dera seu voto e não voltaria atrás dele.Apenas dava um sorrisinho de diversão para os gracejos do especialista, enquanto observava Bastian e Klaus se sentarem.*

-Sei que existem situações em que fazemos escolhas difíceis, mas não podemos apenas aceitar isso,não seja fraco e negue quem você é ou o que foi, mas se tem uma chance de modificar de melhorar e viver ao lado da justiça, você deve abraça-la pois assim estará protegido por mais do que laços de amizade, você estará do lado certo, do lado que pode e deve exigir que seus direitos e sua vinganças sejam cobradas.Não como um código pessoal, não apenas porque a dor e demasiada...mas porque esta em seu completo direito de faze-lo.Nenhum de nós aqui é falso,somos sinceros e somos, apesar de agora você e talvez Bastian pensarem diferentes, somos boas pessoas.Estamos aqui para ajuda-lo de uma forma , duas, ou quantas precisar de nós.Por mim, estamos acertados.És agora quem és agora e só pelo homem de agora posso falar, o de outrora, deveria ver na hora e na ocasião o que ocorrera.Pois como vos mesmo disseste, quando alguem salva-lhe a vida, você permanecera fiel até pagar-lhe isso e sou fiel a shuriken que salvou meu pescoço.

*Rindo baixinho do comentario de Bastian que a anunciava como perdedora,Lori fazia uma rápida conta dos corpos caídos no chão.*

-Estou na vantagem e não será meu dinheiro quem matara a nossa sede.Estou vencendo por uma boa vantagem.Desculpe se peguei pesado no soco,Edmond, descanse,farei o mesmo.

*Preocupada com o silencio e os olhos fechados de Klaus, seguia até ele e estava erguendo a mão para tocar em seu ombro, quando a lembrança das palavras dele e a consciência de seu próprio ato a advertiam de que isso não seria justo.Não seguira em direção a nenhum deles e mesmo que desejasse ardentemente perguntar-lhe como estava...não deveria diminuir o seu companheiro.Por isso, seu corpo, num tilintar suave de metal apenas passava por Klaus e apoiava-se na parede, aonde cruzava os braços e fechava os olhos, parecendo meditar sobre algo.*


[Lori descansa e gasta um Healing Surge]
avatar
Lizie
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Feminino Número de Mensagens : 119
Reputação : 4
Pontos de Usuário : 3368
Data de inscrição : 30/07/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lucius em Ter 26 Ago 2008, 20:10

Edmond escreveu:- E por último se querem me provar que o seu ponto de vista é correto não será com armas ou ataques a minha integridade fisíca que irão provar o meu erro, mas sim ações e palavras conhecidas por vossas pessoas como nobres. Creio que está tudo acertado agora, não?

*Klaus abriu os olhos para fitar Edmond. O garoto parecia finalmente ter dito algo digno de nota. Sim, Klaus concordava com ele, pois um homem não é medido pela sua força, mas pela sua integridade. Klaus sorriu levemente e fechou os olhos novamente.*

Bastian escreveu:- Erro? Não vejo erro na minha forma de pensar... E não vou discutir isso contigo Klaus! Não agora! Respeito teus conceitos e tu respeita os meus... Ficamos assim até acabar com a maldição deste templo. Discutamos isso quando estivermos bebendo o hidromel que Lori pagará.

"E o que mais eu poderia esperar de um ranger que nunca saiu de Faérinn? Seu problema não era discutir comigo, Bastian, mas com Lori. Meu ato surtiu o efeito que eu esperava", pensou Klaus, fechando os olhos e dizendo:*

- Respeito é o tênue laço que nos une e não sou eu quem vai romper tão importante ligação que temos contra um mal maior que se ergue neste lugar. Mas fico feliz que sintas respeito pelos nossos pontos de vista. Espero que possamos nos tolerar até o fim de nossa misteriosa missão. Mas, falando nela, eu me pergunto se o fato de estarmos aqui já não faz parte da missão... às vezes me pergunto....

Lori escreveu:Por isso, seu corpo, num tilintar suave de metal apenas passava por Klaus e apoiava-se na parede, aonde cruzava os braços e fechava os olhos, parecendo meditar sobre algo.

*Klaus abriu levemente os olhos ao ouvir o tilintar do metal. Parecia que ia falar com ele. Ele a olhou nos olhos mas descobriu que ela apenas passava por ele. Klaus riu levemente de si mesmo mas ficou quieto. Quieto para o descanso que precisavam.*

*A chuva prevista começou do lado de fora da igreja, tornando-se logo um temporal barulhento. Era possível imaginar que não se ouviria um exército a galope se aproximando! Mas a igreja lá estava, como um refúgio da tempestade e como a morada da morte.*

[Bastian gastou um Healing Surge. Lori gastou um Healing Surge. Nenhum personagem com dano sofrido.]

*Depois de alguns minutos de repouso, Klaus vê o ânimo voltar plenamente ao corpo de Bastian e Lori, e levanta-se calmamente, dizendo:*

- Bem, hora de continuarmos. Não gostaria de ter que passar a noite aqui dentro. Vamos! E pelo que me lembro, a tocha é minha! -*Sorriu Klaus para Edmond, passando a certeza de que boas idéias sempre seriam aceitas, não importando as outras diferenças.*

*Klaus pegou a tocha dada por Edmond e voltou-se para Edmond e Bastian e disse:*

- Estarei logo atrás! - *Afirmou, com um sorriso debochado nos lábios.*

*O corredor iluminou-se aos poucos com a proximidade de Klaus. Agora era possível observar mais dele, mas uma coisa era certa: eles seriam percebidos antes de chegarem, disso não tinham dúvidas!*


Última edição por Lucius_D em Ter 26 Ago 2008, 21:04, editado 1 vez(es)
avatar
Lucius
Lich King
Lich King

Masculino Número de Mensagens : 468
Idade : 35
Reputação : 13
Pontos de Usuário : 3913
Data de inscrição : 22/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Ignácius em Ter 26 Ago 2008, 20:54

Lori fala:
-Sei que existem situações em que fazemos escolhas difíceis, mas não podemos apenas aceitar isso,não seja fraco e negue quem você é ou o que foi, mas se tem uma chance de modificar de melhorar e viver ao lado da justiça, você deve abraça-la pois assim estará protegido por mais do que laços de amizade, você estará do lado certo, do lado que pode e deve exigir que seus direitos e sua vinganças sejam cobradas.Não como um código pessoal, não apenas porque a dor e demasiada...mas porque esta em seu completo direito de faze-lo.Nenhum de nós aqui é falso,somos sinceros e somos, apesar de agora você e talvez Bastian pensarem diferentes, somos boas pessoas.Estamos aqui para ajuda-lo de uma forma , duas, ou quantas precisar de nós.Por mim, estamos acertados.És agora quem és agora e só pelo homem de agora posso falar, o de outrora, deveria ver na hora e na ocasião o que ocorrera.Pois como vos mesmo disseste, quando alguem salva-lhe a vida, você permanecera fiel até pagar-lhe isso e sou fiel a shuriken que salvou meu pescoço.

*Ed bota a mão sobre a cabeça e a balança negativamente, como se senti-se dores. "Eu desisto! Acabei falando para uma parede, do que adianta ter orelhas maiores se não ouvem o que ele diz. Aiaiai, e essa era a guerreira, bem pelo menos não era o warlord." Pensa Edmond, ele não queria vingança era algo inútil e arriscado, a sensação não trazia devolta o que ele perdeu. E muito menos iria se tornar um homem justo, honesto até vá mas justo nem que porcos voem e dragões se curvem a ele, não Edmond era um ladrão em toda a estenção da palavra e isso jamais mudaria. Um consolo é que Lori reafirmou o seu intuito de proteje-lo.*

- Bem, agora o silêncio pode ser relevado um pouco porque a chuva está nos encobrindo, mas não exagerem berrando aos sete ventos que querem matar todos os mortos deste local! Vai que um deles ainda entede e vem pra cima do meu pescoço, eu gosto dele como está... inteiro.*riso* Mas nem sempre pode ter tudo que se quer, e nada menos que um ladrão dizendo isso.

- Vingança é algo inútil! Que tira o seu foco no momento que você mais precisa dele, e ela nunca traz nada devolta para preencher o vazio em seu peito.*tom de voz irritado* E como todos vocês são tão transparentes quanto água limpida, então eu tive de tirar a lama da minha face e me mostrar. *riso* Odeio colocar disfarces, não esqueço da vez que me disfarcei de mulher para escapar da guarda,*riso* recebi três cantadas *mais riso* dos guardas.

*Ed toma a frente do grupo usando ao máximo as sombras para se encobrir, e não se preucupava muito com o barulho por causa da chuva que agora caia e camuflava os sons de seus passos. Se Ed fosse religioso rezaria para que os mortos daquele lugar estivesem durmindo ou coisa parecida ou melhor que simplesmente o ignorasem mas ele não é um religioso, mas ele gostaria de ser agora.*

[Ed avança para S8 e começa a verificar a porta e tenta ouvir o que tem do outro lado, tudo isso de maneira FURTIVA]


Última edição por Ignácius em Ter 26 Ago 2008, 21:56, editado 3 vez(es)
avatar
Ignácius
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Masculino Número de Mensagens : 116
Idade : 31
Reputação : 0
Pontos de Usuário : 3319
Data de inscrição : 18/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Fabricix em Ter 26 Ago 2008, 21:43

*Bastian pensa alguns momentos, antes de falar em voz baixa*

- Bom... O ladino vai verificar a porta e eu vou mais a frente no corredor para dar uma espiada. Klaus avança um pouco depois que confirmarmos ser seguro e Lori cuida da retaguarda certo? tentem ser... O menos barulhentos possivel.

*Bastian avança cautelosamente, prestando muita atenção a ruidos e movimentos que possam vir da porta ou do corredor adiante.

[Bastian vai a S-4 usando furtividade]
avatar
Fabricix
Légolas
Légolas

Masculino Número de Mensagens : 465
Reputação : 10
Pontos de Usuário : 3853
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lizie em Qua 27 Ago 2008, 15:45

- Respeito é o tênue laço que nos une e não sou eu quem vai romper tão importante ligação que temos contra um mal maior que se ergue neste lugar. Mas fico feliz que sintas respeito pelos nossos pontos de vista. Espero que possamos nos tolerar até o fim de nossa misteriosa missão. Mas, falando nela, eu me pergunto se o fato de estarmos aqui já não faz parte da missão... às vezes me pergunto....

*Respeito era algo que Lori compreendia bem,era algo que devia a muitas pessoas embora fosse humilde e soubesse que nem todos deveriam a ela,mas dito daquela forma fazia-a pensar no que poderia haver além dessa forma de respeito que ela praticava e no respeito que demonstrara aos 3 homens que estavam naquela sala velha.Por isso, estava com a cabeça tombada para frente pensativa, quando escutava os habituais gracejos de Edmond, com um sorrisinho divertido de lado estava pensando em responde-lo, escutou algo que a fez soltar um rouco gemido de contrariedade.*

- Bem, agora o silêncio pode ser relevado um pouco porque a chuva está nos encobrindo, mas não exagerem berrando aos sete ventos que querem matar todos os mortos deste local! Vai que um deles ainda entede e vem pra cima do meu pescoço, eu gosto dele como está... inteiro.*riso* Mas nem sempre pode ter tudo que se quer, e nada menos que um ladrão dizendo isso.

- Vingança é algo inútil! Que tira o seu foco no momento que você mais precisa dele, e ela nunca traz nada devolta para preencher o vazio em seu peito.*tom de voz irritado* E como todos vocês são tão transparentes quanto água limpida, então eu tive de tirar a lama da minha face e me mostrar. *riso* Odeio colocar disfarces, não esqueço da vez que me disfarcei de mulher para escapar da guarda,*riso* recebi três cantadas *mais riso* dos guardas.

*Transparente?Não Lori possuia muita certeza disso quanto a si mesma, escondia coisas profundas de seu amigo de infancia e se pudesse , se ousasse ser honesta consigo mesma diria que até de si mesma.Mas não era tão honesta assim...*

-Vingança é algo que pode foca-lo, porém você só pode direcionar essa energia uma vez na sua vida e o modo ideal de evitar problemas,já disso,agradeço sua transparencia e esta conosco devido a ela. Depois me conte dessa historia, acho que nela tem um dedo ou dois de entusiasmo e menos de realidade.Tentarei não fazer barulho ou gritar novamente.

*Sabia que ele se referia a conversa anterior quando acabara denunciando a posição de ambos,com risos baixinhos para as piadas dele.*

- Bom... O ladino vai verificar a porta e eu vou mais a frente no corredor para dar uma espiada. Klaus avança um pouco depois que confirmarmos ser seguro e Lori cuida da retaguarda certo? tentem ser... O menos barulhentos possivel.

*Fazendo um movimento pesado e firme com a cabeça ,Lori postava-se atraz de todos esperando sua vez de se mover, a espada sendo desembainhada de modo lento e cuidado,não daria mais chances para errar e haveria de ganhar aquela aposta.Mas antes,dava um passo a frente e sussurrava no ouvido de Klaus.*

-Há muito não o escutava rir.Essa viagem e seu sacrificio valem a pena quando penso no que tem a frente.

*Apesar de sentir que os motivos foram outros e controlar-se para nao agir de modo protetor novamente, colocando-o sob sua tutela, sentia que deveria dizer algo,não incentiva-lom pois pela postura de Klaus podia dizer que estava mais do que pronto para o que os esperava alem do longo corredor,mas...mas....Pela chama rubra, apenas precisava falar-lhe!E como achava que palavras deveriam sempre ser bem usadas e porque pensava na ´´transparencia´´ dita por Edmond, deixou que seu escudo emocional cedesse um pouco, em batalha podia revelar-se,o que considerava uma estranha caracteristica de si mesma.*



[Primeiramente retrocedeu para T-16, caminhou lentamente..sempre um quadrado abaixo de Klaus ate T-8]
avatar
Lizie
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Feminino Número de Mensagens : 119
Reputação : 4
Pontos de Usuário : 3368
Data de inscrição : 30/07/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lucius em Qua 27 Ago 2008, 19:14

Edmond escreveu:- Vingança é algo inútil! Que tira o seu foco no momento que você mais precisa dele, e ela nunca traz nada devolta para preencher o vazio em seu peito.*tom de voz irritado* E como todos vocês são tão transparentes quanto água limpida, então eu tive de tirar a lama da minha face e me mostrar. *riso* Odeio colocar disfarces, não esqueço da vez que me disfarcei de mulher para escapar da guarda,*riso* recebi três cantadas *mais riso* dos guardas.

*Klaus olhou para Ed com apenas um dos olhos, mantendo o outro fechado. "Bipolar, com certeza ele é bipolar. Preciso ter cuidado com suas reações daqui pra frente.", pensou, refletindo na facilidade que Ed tinha de ir da ira à alegria. Começava a se perguntar se Ed era tão "especialista" como dizia ser. Mas mais uma vez ele tinha acertado: em um combate, a vingança nublava o raciocínio dos homens e fazia um comandante cometer erros ridículos sobre o cenário da batalha. Klaus não podia se permitir a vingança. Apenas seu objetivo interessava.*

Lori escreveu:- ...Tentarei não fazer barulho ou gritar novamente.

*Klaus a olhou levemente surpreso, pois recordara de susto aquela voz rouca na sua nuca e depois a voz alta de Lori perguntando-lhe onde estivera por dez anos. Ele mesmo havia sido afetado pela cena, mas o silêncio e seu pedido por uma chance de provar o que era haviam sido a sua resposta. As coisas entre os dois estavam mudando aos poucos, mas Klaus não tinha tanta pressa. Poderiam esperar o fim de sua empreitada pela igreja. Pelo menos ele torcia por isso.*

Bastian escreveu:- Bom... O ladino vai verificar a porta e eu vou mais a frente no corredor para dar uma espiada. Klaus avança um pouco depois que confirmarmos ser seguro e Lori cuida da retaguarda, certo? Tentem ser... O menos barulhentos possível.

- Parece um bom plano. Vamos em frente. - *Disse Klaus, satisfeito de ver que os outros dois podiam ter idéias simples mas eficazes. Klaus parecia poder descansar um pouco.*

Lori escreveu:...a espada sendo desembainhada de modo lento e cuidado

*Ao perceber que Lori começava a desembainhar sua espada, Klaus começou a desembainhar a dele, também lenta e calmamente. Ele também estava pronto. Andavam lado a lado agora.*

Lori escreveu:-Há muito não o escutava rir. Essa viagem e seu sacrificio valem a pena quando penso no que tem a frente.

*Klaus arregalou os olhos diante da demonstração do apreço que Lori estava tendo em relação a tudo isso. Ele não esperava algo assim tão rápido. Parecia que não podia subestimar a corajosa amiga de infância. Fechando os olhos, ele virou o rosto de lado para Lori e disse também em voz baixa, imperceptível aos ouvidos dos outros:*

- Eu sabia que este dia chegaria. Eu tinha certeza de que este dia chegaria e por ele eu fiz tudo o que fiz. Eu só poderia estar feliz, mesmo. Finalmente feliz. - *falou, abrindo os olhos e fitando Lori.*

*O olhar que Klaus lançou para Lori, ela nunca antes recebera dele. Era um olhar flamejante, quente, confiante, que contava mais sobre seus sentimentos do que jamais tinha verbalizado. O homem Klaus olhou para a mulher Lori. Mas não podiam parar, então Klaus fechou os olhos, mantendo um confiante sorriso nos lábios e andou, como Ed e Bastian precisavam que ele andasse.*

*Edmond parou diante de uma espessa porta de madeira, marcada por garras e golpes contusivos, socos e chutes talvez, mas ela havia aguentado. Olhando a fechadura, julgou-a ser fácil de destrancar, fácil como qualquer porta daquele tamanho deveria ser. Ao colocar os ouvidos na porta, não conseguiu ouvir nada além da tempestade que caia no momento.

Bastian seguia sorrateiramente pelo corredor, e, quando chegou próximo à saída, levou o rosto levemente para fora do corredor, tentando ver o que havia além, e viu uma igreja de bancos revirados, permeados de zumbis como os que tinham acabado de enfrentar. Mesmo com tantos zumbis no Hall de Orações, nenhum zumbi o percebeu. Nenhum zumbi....

Em uma formação de arco pelo Hall, estavam distribuidos esqueletos decrépitos portando arcos curtos, atentos à aproximação do indesejado infiltrador, que lançaram contra ele suas flechas antes que Bastian pudesse tirar a cabeça do corredor. O esforço para salvar a própria cabeça fora um golpe nas forças de Bastian, mas ele ainda possuia muito mais força de onde tinha saído esse. As flechas estatelaram na parede de pedra do corredor, ficando à vista para todos os membros do grupo. Mas antes de tirar o rosto do hall, Bastian pode ver que outro esqueleto, que portava uma espada longa, mais imponente que os que portavam os arcos, estava no hall, com os olhos queimando em chama fantasmagórica vermelha, parecendo possuir a calma de verdadeiro estrategista. Bastian pôde perceber que apenas os zumbis moveram-se de sua posição, começando a correr atrás dele!*

[Ordem das postagens: Edmond, Lori, Esqueletos, Esqueletos Decrépitos, Klaus, Bastian, Zumbis.

Battleground atualizado AQUI.

Bastian = 6 pontos de dano.]


Última edição por Lucius_D em Qua 27 Ago 2008, 20:49, editado 1 vez(es)
avatar
Lucius
Lich King
Lich King

Masculino Número de Mensagens : 468
Idade : 35
Reputação : 13
Pontos de Usuário : 3913
Data de inscrição : 22/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Ignácius em Qua 27 Ago 2008, 19:43

*Ed apenas teve tempo de pensar se ele deveria lutar, e por mais idiota que pareça a resposta é sim, pelo menos vizualizar o inimigo e contar quantos são é necessário para determinar o curso de ação. Ed avança em passos rápidos e retrocede no último instante antes de atacar um zombie, e se joga na parede para dar passagem aos eladrins.*

- Merda, se abaixa!*ataca* Bastian tu tá bem?

- Klaus! Consegui ver 4 zombies e 3 esqueletos de arco e mais um esqueleto que dá medo.

- Lori! Dá uma força pro Bastian na frente. Eu vou tenta abrir a porta! Então segura esses mortos, será que se a gente disser que foi engano eles acreditam?*riso*

[Ed se move para T3 usando sua ação de movimento e lança sua shuriken no zumbi em Q2 usando Deft Strike ele se move para T5 e se joga na parede para dar passagem aos seus companheiros na sua ação padrão, usando sua ação menor ele tenta visualizar bem quantos são(se são só aqueles no battleground)]
avatar
Ignácius
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Masculino Número de Mensagens : 116
Idade : 31
Reputação : 0
Pontos de Usuário : 3319
Data de inscrição : 18/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lizie em Qua 27 Ago 2008, 21:38

- Eu sabia que este dia chegaria. Eu tinha certeza de que este dia chegaria e por ele eu fiz tudo o que fiz. Eu só poderia estar feliz, mesmo. Finalmente feliz. - *falou, abrindo os olhos e vitando Lori.*

*O olhar que Klaus lançou para Lori, ela nunca antes recebera dele. Era um olhar flamejante, quente, confiante, que contava mais sobre seus sentimentos do que jamais tinha verbalizado. O homem Klaus olhou para a mulher Lori. Mas não podiam parar, então Klaus fechou os olhos, mantendo um confiante sorriso nos lábios e andou, como Ed e Bastian precisavam que ele andasse.*

*A outrora inquieta e imprudente eladrin mostrara novamente a sua face. Era arrojada e sem dúvida imprecavida: em um ataque aberto, seria aquela que a frente da batalha tomaria. Mas se antes o motivo era por ardor e paixão por batalhas, agora era por reverência e por proteção de uma causa. Naquele momento, mesmo com tudo exigindo sua postura fria, deixava essa brecha, pequena e singela. Um dia as palavras presas em seu peito teriam de saltar e ganhar vida, revelar-se ao mundo e aceitarem a aprovação ou a rejeição de suas atitudes e de seus sentimentos.

O local ideal não existia, apenas o tempo e o futuro chegará aos dois. Sem poder tocar-lhe, afinal carregava seu escudo e sua espada, dedicava-lhe um sorriso miudo, o canto dos lábios levemente erguidos enquanto procurava as palavras para respondê-lo.*

- Lembra-se do que nos disseram certa vez? A espada só pesa em nossa mão da primeira vez, nas outras ela é parte de nós.

*Falar por enigmas não era de seu feitio, mas ante a opção de dizer algo abertamente e usar uma metáfora com suas espadas, claro que a segunda ganharia, mas vendo aquele olhar quente como o vapor de uma forja bem feita, a confiança satisfeita e consciente de seu sorriso, perguntava-se se realmente escolhera bem as palavras, pareciam-lhe imaturas agora. Seus olhos esverdeados e cálidos naquele dia retribuiam com perturbada intensidade, virando um pouco antes dele. Ser vista como uma mulher, alguém cujas prioridades e os desejos seriam outros sempre lhe ocorrera mas jamais pensara em como seria ver a prática, ver a realidade... Confrontar tal realização. Fechando os olhos, aproveitava-se da distância com os outros e recuperava-se, controlando sentimentos, silenciando seu corpo e racionalizando a sua mente.

Caminho ingrato e doloroso, mas conseguiria chegar lá. Uma guerreira, as palavras de depois viriam depois e, como dissera, uma vez que a felicidade, mesmo que fosse estranha a você, entrasse em sua vida, ela seria uma parte integrante de sua vida... E ambos estavam começando a descobrir isso, mas, para usufruírem, precisavam estar vivos.*

- Klaus! Consegui ver 4 zombies e 3 esqueletos de arco e mais um esqueleto que dá medo.

- Lori! Dá uma força pro Bastian na frente. Eu vou tenta abrir a porta! Então segura esses mortos, será que se a gente disser que foi engano eles acreditam?*riso*

*Surpresa com o comportamento de Ed, iniciava o movimento de lançar o corpo a frente quando a noção do que enfrentavam era-lhe explicada:arqueiros... Esses eram graves riscos contra guerreiros como ela. Apertando o cabo da espada, cerrava os lábios em um gesto de desgosto, mas de que adiantaria agora? Dedicando um olhar a Klaus, dizia de modo soturno e quase frio: seria essa a mesma Lori de poucos instantes atrás? Sem dúvida que sim, mas não era a mesma situação e havia mais do que um lado e expressão daquela eladrin do que se poderia supor.

Caminhando à frente em passos leves e agéis, chegava até onde Bastian estava e o puxava gentilmente para traz, colocando-o atrás e si para que pudesse se preparar adequadamente, logo em seguida colocava o escudo a frente e esperava até que o primeiro se aproximasse.*

- Bastian, leve a sério! Como podemos fazer uma aposta se você sempre me entrega os seus alvos?

*Sabia que o ranger deveria estar com o coração acelerado e na certa muito raivoso com o que ocorrera, mas não resistia a provocação amigavel que visava animá-lo a seguir em frente e proteger-se melhor.*


[Lori anda até T4 em sua ação de movimento e arrasta Bastian para T5 como sua ação padrão]
avatar
Lizie
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Feminino Número de Mensagens : 119
Reputação : 4
Pontos de Usuário : 3368
Data de inscrição : 30/07/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lucius em Qua 27 Ago 2008, 22:51

*A shuriken de Edmond arrancou fora a cabeça do zumbi, fazendo desaparecer o seu pescoço, para logo fazer uma curva pelo corredor chegando seguramente em suas mãos.

No breve momento em que esteve exposto, Edmond viu apenas mais três zumbis ao fundo com o ângulo de visão que tinha. Não havia como saber o que tinha em todo o lugar dali.

Passos podiam ser ouvidos, denunciando que os Esqueletos se moviam longe dos olhos de todos.*

Edmond escreveu:- Klaus! Consegui ver 4 zombies e 3 esqueletos de arco e mais um esqueleto que dá medo.

*"Um especialista, sim, um especialista", pensou Klaus, grato pela informação que trazia Edmond, mas pensou se isso seria tudo o que havia lá....

- Cuidaremos dos zumbis, depois criamos um plano para os arqueiros. Tenho certeza de que eu e Lori possuímos um trunfo quanto a isso. Um trunfo feérico.

*Klaus não se moveu, esperando um momento melhor para agir.*

[Klaus atrasou a ação para agir caso algum zumbi apareça diante de Lori. Nesse caso, ele se move para T6 e usa Commander's Strike como sua ação padrão.]
avatar
Lucius
Lich King
Lich King

Masculino Número de Mensagens : 468
Idade : 35
Reputação : 13
Pontos de Usuário : 3913
Data de inscrição : 22/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Fabricix em Qui 28 Ago 2008, 01:31

*Pensamento imediato*: MALDIDOS DESGRAÇADOS!!! UMA EMBOSCADA!!!

*Bastian suspira ao escapar da flecha, se auto criticando por não ter considerado que estariam esperando para pega-los.

Ed escreveu:- Merda, se abaixa!*ataca* Bastian tu tá bem?

- Vou estar melhor quando eles estiverem no chão... malditos arqueiros! *Aparentemente furioso*

Ed escreveu:- Klaus! Consegui ver 4 zombies e 3 esqueletos de arco e mais um esqueleto que dá medo.

- Era só o que faltava... Eles tem um maldito líder! Os zumbis são bucha de canhão e os arqueiros o apoio, mas o problema maior é o líder! *brilho assassino nos olhos*

Lori escreveu:chegava ate aonde Bastian estava e o puxava gentilmente para traz,colocando-o atras e si para que pudesse se preparar adequadamente, logo em seguida colocava o escudo a frente e esperava ate que o primeiro se aproximasse.*

- Bastian, leve a sério! Como podemos fazer uma aposta se você sempre me entrega os seus alvos?

*Bastian se desvencilha da puxada de Lori, dando um passo para trás. Dirige-se a ela com expressão séria, mas em tom de piada*

- Piada tem hora... Mortos-vivos eu levo muito à sério. E depois, eu ainda tenho algum cavalheirismo... Primeiro as damas!

[Atrasa seu turno para mover-se até S-5 com sua ação de movimento, sua ação para usar Careful strike com hunter's quarry no primeiro que ficar ao seu alcance naquele quadrado.]
avatar
Fabricix
Légolas
Légolas

Masculino Número de Mensagens : 465
Reputação : 10
Pontos de Usuário : 3853
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lucius em Qui 28 Ago 2008, 17:16

*Os zumbis entraram correndo torpemente pelo corredor em direção a Lori. Ao ver isso, Klaus avança até as costas de Edmond e grita:*

- LORI, SUA CHANCE! AGORA!

*Lori podia ver o zumbi aproximando-se em pura preocupação de ataque. Ela não precisava apenas se defender, ela podia atacar! E o momento que Klaus indicara era o momento perfeito! Lori atacou o zumbi em um ataque ascendente da direita para a esquerda, cortando o peito do zumbi e derrubando-o para sempre.

Mas outro aproximou-se, e Bastian saiu de trás de Lori para ficar ao seu lado anterior esquerdo, concentrando todo seu poder em um único golpe, um perfeito golpe. Sua espada acertou o ombro esquerdo do zumbi e terminou saindo pelo rim direito, cortando o zumbi em duas partes distintas. Mais uma vez seu amuleto envolvia sua espada, e Bastian tinha a sensação de que cortava papel.

Um terceiro zumbi aproximou-se de Lori logo após ela ter derrubado o primeiro, atacando-a enquanto ela ainda se recuperava do golpe desferido, e foi com esforço que ela esquivou-se do golpe pútrido do morto-vivo.*

[ Lori = 5 pontos de dano
Bastian = 6 pontos de dano

Battleground atualizado AQUI.]
avatar
Lucius
Lich King
Lich King

Masculino Número de Mensagens : 468
Idade : 35
Reputação : 13
Pontos de Usuário : 3913
Data de inscrição : 22/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Ignácius em Qui 28 Ago 2008, 19:10

*Ed simplesmente dá as costas aos guerreiros:"deixe a luta para os lutadores e os tesouros para os ladinos", pensa Ed. Avança para a porta e saca muito rápido os seus instrumentos de ladino.*

- Olha, eu não me preocupo com quem vai vencer a aposta! Só me interesso se vocês escaparem dessa vivos e inteiros, porque vamos precisar de todas as SUAS forças para, provavelmente, resolver os problemas aqui do templo, não?

- Então eu acredito que se resolvermos o problema do *tom de voz do velho da taverna* lugar para se apreciar a vida *tom de voz normal* acabaremos com a maldição e todos os mortos vão morrer.*tom de voz choroso* coitadinhos*tom de voz normal* hehehehehehehehehe!

*Ed ri, porém está na realidade nervoso.*

[Edmond usa sua ação de movimento para ir para S8, saca com ação menor os seus intrumentos de ladino que estava em seu bolso, usa sua ação de padrão para abrir a porta.]
avatar
Ignácius
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Masculino Número de Mensagens : 116
Idade : 31
Reputação : 0
Pontos de Usuário : 3319
Data de inscrição : 18/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lizie em Sex 29 Ago 2008, 17:23



*Bastian se desvencilha da puxada de Lori, dando um passo para trás. Dirige-se a ela com expressão séria, mas em tom de piada*

- Piada tem hora... Mortos-vivos eu levo muito à sério. E depois, eu ainda tenho algum cavalheirismo... Primeiro as damas

*As sombrancelhas de Lori curvavam-se em uma expressao pensativa e um tanto desgostosa devido de ao gesto de se desvencilhar do ranger,comecava a questionar seu comportamento e se seria valido sempre ser tão rigida com todos.Dando um sorrisinho quase divertido,respondia com o mesmo tom de piada em referencia a menção de damas irem primeiro.*

-Perdoe-me, achei que gostaria de ter uma vantagem em nossa aposta,hunf, nenhum inimigo é brincadeira, mas ainda seguirei rindo de um ou dois que aparecerem a minha frente.

*Após o aviso de Klaus, Lori conseguia acertar um dos zumbis, mas após isso via-se numa situação delicada, aonde mesmo tentando erguer o escudo e desviar-se era acertada por um dos zumbis,com seus olhos brilhando de um modo gelado,Lori erguia a espada e dava um golpe direto, em sentido horizontal no pescoco dele.*

-Idéias?Ou apenas vou em frente cobrindo-o, Bastian?


[Lori atacara o zumbi que esta na sua frente com um movimento horizontal na altura do pescoco, caso o golpe de certo,seguira ate r-4, ficando ao lado de Bastian e olhando para Edmond e para Kael.]
avatar
Lizie
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Feminino Número de Mensagens : 119
Reputação : 4
Pontos de Usuário : 3368
Data de inscrição : 30/07/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lucius em Sex 29 Ago 2008, 18:04

*Edmond, mesmo nervoso, consegue manter as mãos tranqüilas como um especialista precisa saber manter e destranca a porta com certa facilidade, mas ao tentar abrí-la, descobre que um móvel foi colocado do outro lado, barrando sua abertura. Mas mais do que isso, Edmond ouve os gritos de uma mulher em seu interior:*

- Pelo poder transmutador da Chama Violeta, que Mestre Val-Har faça ressurgir o bem, suprimindo todo o mal!

*Edmond pôde perceber que uma descarga de energia positiva o atravessara, mas sem lhe causar mal algum.*

*Lori atacou como pôde o zumbi, mas ele abaixou-se no último segundo, preparando-se para seu ataque, mas Klaus não estava disposto a dar uma segunda chance:*

- LORI! UMA ESTOCADA! JÁ!

*Lori recolheu a espada e atacou o abdômen do zumbi com um ataque perfurante, detendo seu avanço, acabando por levar a espada para cima, abrindo-o o suficiente para fazê-lo cair e não mais levantar.*
avatar
Lucius
Lich King
Lich King

Masculino Número de Mensagens : 468
Idade : 35
Reputação : 13
Pontos de Usuário : 3913
Data de inscrição : 22/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Fabricix em Sex 29 Ago 2008, 18:49

" Outra casca abatida... Mais uma vez sua ajuda amada Sarya... Obrigado."

*Era o que Bastian pensava quando sentiu novamente o poder fluir do amuleto. Pensou em fazer o mesmo que atacava Lori, mas parece que Klaus realmente era um par perfeito para a guerreira... Pelo menos no combate.*

Lori escreveu:-Idéias? Ou apenas vou em frente cobrindo-o, Bastian?

*Vendo que num primeiro momento que não havia ameaça à vista, Bastian se recosta na parede e embainha suas espadas. Enquanto prepara o arco e as flechas, se dirige a Lori*

- Talvez seja melhor aumentar nossas chances. Creio que acender outra tocha ajudaria na nossa visibilidade, já que está provado que furtividade agora não serve mais. Este amuleto que uso está se provando efetivo contra estes cadáveres quando uso as lâminas gêmeas... Espero que funcione com o arco também. Talvez pegar as cadeiras ou um pedaço da mesa como escudo e...

??? escreveu:- Pelo poder transmutador da Chama Violeta, que Mestre Val-Har faça ressurgir o bem, suprimindo todo o mal!

- Mas o que...

*Ao a reação de Edmond, Bastian não pensou duas vezes:*

- Edmond! Klaus fica de olho lá na frente... Lori, me cobre... vem!

*Bastian se aproxima da porta barrada e do especialista. Constatando que está aparentemente bem, aponta uma flecha para a sala dizendo:*

- Edmond, se afasta daí se puder. *dirige-se para a mulher na sala* Quem está aí? Não estamos mortos e pelo visto tu também não. Revele-se agora! Não vamos te machucar! A não ser que sejas uma cadáver...

[Bastian se aproxima da porta de onde veio a voz, deixa ação preparada para atirar se for uma ameaça que sair da porta]
avatar
Fabricix
Légolas
Légolas

Masculino Número de Mensagens : 465
Reputação : 10
Pontos de Usuário : 3853
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Ignácius em Sex 29 Ago 2008, 19:53

*Ed não se afasta da barricata, e meio que empura o Bastian pra direção de onde ele veio, e pensa: "Esse cara é o motivo do meu desespero, e de todos eu fui confiar logo no idiota, merda."*

*Em um tom de voz ironico e audível por todos, Ed fala:*

- O Bastian, tu vai deixa a linha de frente que é a sua especialidade, e vai me proteger de uma CLÉRIGA que está tentado sobreviver aos mortos-vivos, neste quarto, ainda por cima uma seguidora da chama violeta? Claaaaaaaaaro, uma atitude de extrema inteligência e perspicácia.

*Muda para o tom de voz irritado:*

- Lori, nem pensa em vir aqui e continua segurando os mortos!

- Volta lá pra frente que é o teu trabalho, e deixa EU cuidar disso!*tom de voz audível apenas pro Bastian* Se ela for feia pode fica com ela, a prioridade é de quem achou primeiro.

*Muda para o seu tom de voz mais educado e polido.*

- Senhorita*Ed torce pra ser Senhorita* eu sou Edmond um ser humano VIVO, e estou aqui para ajudá-la com os problemas do templo se for do seu agrado. Senão posso trancá-la novamente e prometo que não será incomodada, mas acredito que você gostaria de conhecer melhor os seus libertadores, não?

*Ed começa a colocar a mão pro outro lado da porta e acenar, e faz sua expressão facial mais amigável.*

[Ação preparada: ao ouvir qualquer coisa inamistosa ele tira a mão.]
avatar
Ignácius
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Masculino Número de Mensagens : 116
Idade : 31
Reputação : 0
Pontos de Usuário : 3319
Data de inscrição : 18/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lizie em Sex 29 Ago 2008, 22:46

- Pelo poder transmutador da Chama Violeta, que Mestre Val-Har faça ressurgir o bem, suprimindo todo o mal!

*Aquele grito levara Lori a dar uma olhada surpresa para trás, não esperava que mais alguém tivesse entrado ali. Aonde estaria? Estaria bem? As perguntas e dúvidas ficavam maiores em sua mente, levando-a a mais de um erro, do qual o providencial e firme grito de Kael a salvava. Fora por pouco, muito pouco que não perdera um pedaço importante seu na batalha. Respirando profundamente, o corpo tomado por adrenalina, trocava um olhar intenso com Kael...*

- Edmond! Klaus fica de olho lá na frente... Lori, me cobre... vem!

-Mas...Bastian!!!

*Chegava a dar o primeiro passo em direção a ele e se continha, tinha uma clériga e o próprio Edmond lá, se algo realmente perigoso ocorresse, mais vozes a chamariam e se fosse até lé poderia ser pior, pois estariam presos em uma sala permitindo que mais zumbis se acumulassem na sala que estava a frente. Infelizmente, precisava se calar e ficar ali. O que estava à frente merecia igualmente ou até mais sua atenção e sua espada, por isso virava o corpo, deixando que os três se entendessem. Curvando um pouco o corpo descansava alguns instantes, dizendo baixinho apenas para Kael ouvir num tom aonde se via uma forte nota de respeito e tambem de carinho.*

-Obrigada, essa teria sido difícil de lidar sem sua ajuda.

- Lori, nem pensa em vir aqui e continua segurando os mortos!

*A guerreira continha o riso e balançava a cabeca de um lado ao outro, fazendo a fina trança serpentear por suas costas. Uma mão, a que segurava o escudo, erguia-se e fazia um movimento rápido confirmando sua posição.*

-Precisamos manter a calma. Muito depende de nós agora, Klaus...

*Respirando ainda mais profundamente, voltava o escudo a posição anterior, essa com ele a frente do corpo e deixava a espada firme em seu braço.*


[Lori atrasa um turno e atacará qualquer zumbi que se aproximar de seu quadrado]
avatar
Lizie
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Feminino Número de Mensagens : 119
Reputação : 4
Pontos de Usuário : 3368
Data de inscrição : 30/07/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lucius em Sex 29 Ago 2008, 23:36

Lori escreveu:Respirando profundamente, o corpo tomado por adrenalina, trocava um olhar intenso com Kael...*

*Klaus percebera o olhar da guerreira, arregalando levemente os olhos ao contemplá-la mas firmando o olhar de forma confiante, como se afirmasse que tudo estava bem agora.*

Bastian escreveu:- Edmond! Klaus fica de olho lá na frente... Lori, me cobre... vem!

*Klaus arregalou os olhos preocupado! A idéia de deixar o warlord sozinho na frente lhe pareceu tão bem pensada quanto pedir a um mago que desse um ataque em carga usando varinha como arma! Suspirou aliviado ao ver que Lori permanecia ao seu lado.*

Lori escreveu:- Obrigada, essa teria sido difícil de lidar sem sua ajuda.

*Klaus a olhou docemente e disse:*

- Eu apenas a lembrei de até onde vão suas capacidades. Você pode muito, Lori. Você sempre pôde e eu vou fazer tudo o que eu puder para que você sempre viva o mais intensamente que puder. Você merece isso.

Lori escreveu:- Precisamos manter a calma. Muito depende de nós agora, Klaus...

*Klaus acenou positivamente a cabeça. Sim, manter a calma era o segredo de todo o estategista, e Klaus havia aprendido bem a sua lição. Ao ver que os arqueiros não tentariam a sorte entrando no corredor, Klaus sugeriu:*

- Vamos recuar, Lori. Eles sabem que estamos aqui mas preferem proteger o campo em que se encontram. Imagino que receberam ordens para isso. Voltaremos aqui mais tarde. - *E começou a andar em direção a Edmond.*

Bastian escreveu:- Edmond, se afasta daí se puder. *dirige-se para a mulher na sala* Quem está aí? Não estamos mortos e pelo visto tu também não. Revele-se agora! Não vamos te machucar! A não ser que sejas uma cadáver...

- Vivos? Vocês são vivos? - *A voz jovem feminina exitou dentro da sala.*

Edmond escreveu:- Senhorita*Ed torce pra ser Senhorita* eu sou Edmond um ser humano VIVO, e estou aqui para ajudá-la com os problemas do templo se for do seu agrado. Senão posso trancá-la novamente e prometo que não será incomodada, mas acredito que você gostaria de conhecer melhor os seus libertadores, não?

*Uma sombra se mexeu dentro da sala. Uma jovem humana vestindo um robe de faixas brancas e violetas saiu de trás de uma grande mesa. Edmond tinha a impressão de estar diante do escritório do responsável pela adminstração do templo, agora revirado com obstáculos para a porta. Uma humana de cabelos castanhos curtos revelou-se diante de Edmond, ainda andando a passos cautelosos, mas, ao ver a face de Edmond, ela arregalou os olhos e andou rápido em sua direção, dizendo:*

- Ajuda? Vocês vieram nos ajudar, não é mesmo? Enfrentaram os mortos e agora estão aqui, para nos salvar! Louvado seja Deus! Agradeço por mais esta chance de viver. Espere! Já estou movendo a estante do lugar.

*Edmond pôde perceber que o móvel saía aos poucos do lugar, mas, depois de algum tempo, a porta abriu-se e todos viram uma humana jovem, aproximadamente 20 anos de idade, com um robe surrado e com cortes de 10 cm em alguns lugares, causados por garras ou golpes de espada. Seus olhos azuis arregalados revelavam uma noite mau dormida e um stress físico inimaginável, mas ela estava ali, de pé, portando uma maça leve na mão esquerda, segurando-a com a mão trêmula mas intensamente. Uma cruz de malta de 10 cm de lado, o símbolo sagrado da Chama Violeta, estava em seu peito, ofegante.*

- O...obrigada. Edmond? Eu... eu me chamo Amanda. Sou uma clériga da Sagrada Chama Violeta, seguidora dos ensinamentos do Mestre Val-Har. Pra...prazer em conhecê-los.

*Amanda olha para os lados, em busca dos mortos-vivos que a perseguiram na noite retrasada e arregalou os olhos satisfeita ao ver corpos de zumbi no corredor. Eles eram heróis! Eles realmente estavam ali para salvá-la! Ela olhou Edmond nos olhos com intensa alegria e sorriu.*

[O combate acabou. Livres para postar em qualquer ordem.]
avatar
Lucius
Lich King
Lich King

Masculino Número de Mensagens : 468
Idade : 35
Reputação : 13
Pontos de Usuário : 3913
Data de inscrição : 22/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Ignácius em Sab 30 Ago 2008, 00:23

Amanda disse:
- O...obrigada. Edmond? Eu... eu me chamo Amanda. Sou uma clériga da Sagrada Chama Violeta, seguidora dos ensinamentos do Mestre Val-Har. Pra...prazer em conhecê-los.

*Ed pensa:"Coitada passou por um sufoco daqueles, se eu fosse um cara justo e cavaleiro eu a ajudaria em seus primeiros passos e a respeitaria até ela estar reestabelecida completamente, porém eu não sou um cavaleiro como muitas damas de Le'Dulce comprovariam e muito menos justo, então..."

*Ed se aproxima dela ainda sorrindo e a fitando en seus olhos com ar de galanteador que o grupo já conhecera:*

- Uma Dama como a senhorita não deveria estar em tais apuros,*toma gentilmente sua mão direita e beija as costas da mão* Sou Edmond um jovem aventureiro de Le'Dulce, capital, esses são Bastian de Faérin*aponta para Bastian*, Lori Sankad *aponta para Lori*e Klaus Vestfallen de Faerin*aponta para Klaus*, e estamos aqui para limpar este templo da maldição dos mortos.

*Ed avança mais um passo para ela e quase chocando os seu corpos, sem soltar a sua mão:*

- Não consigo imaginar como deve ter sido a sua resistencia a morte até agora, mas isto é passado Amanda e como esses belos olhos azuis podem ver, a senhorita não está mais sozinha...*parada dramática* nesta missão sagrada.

*Enquanto estava falando Ed retira uma rosa branca de dentro de sua mochila, um pouco amaçada mas ainda bela e a coloca por sobre a orelha direita dela. Ed sussura próximo a orelha esquerda enquanto está colocando a rosa branca.*

- Um presente, uma bela flor para uma bela dama em sua nova chance. Dizem que dá sorte.

*Ed se afasta com um passo e se curva, mas sem nunca tirar a sua expressão de galanteador.*

- É uma honra conhece-la Amanda Serva da Sagrada Chama Violeta.

*Ed se levanta e mantém o sorriso.*
avatar
Ignácius
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Masculino Número de Mensagens : 116
Idade : 31
Reputação : 0
Pontos de Usuário : 3319
Data de inscrição : 18/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lizie em Sab 30 Ago 2008, 01:42

*Klaus a olhou docemente e disse:*

- Eu apenas a lembrei de até onde vão suas capacidades. Você pode muito, Lori. Você sempre pôde e eu vou fazer tudo o que eu puder para que você sempre viva o mais intensamente que puder. Você merece isso.

*Lori flexionava um pouco os joelhos e dava um chutinho a frente parecendo descontraída, os lábios puxados de ladinho num tipo de sorriso enquanto retribuia de modo tímido o olhar de Kael, suas palavras mais uma vez mexendo com as defesas regiamente impostas a dez anos atrás, deixando que ficasse estranhemente vulnerável e forte aos acontecimentos.*

- Se eu fosse uma mulher orgulhosa, me ofenderia por ouvir que precisei ser lembrada de algo. Nós dois merecemos, não foi por isso que escolhemos esse caminho?

*Não, sabia que não fora, mas em seu breve desconcerto achava mais prudente desviar um pouco a atenção e brincar.*

- Vamos recuar, Lori. Eles sabem que estamos aqui mas preferem proteger o campo em que se encontram. Imagino que receberam ordens para isso. Voltaremos aqui mais tarde. - *E começou a andar em direção a Edmond.*

*Silenciosamente concordando com o que Kael dizia, Lori guardava a espada em seu local e virava o corpo na direção da porta marrom. O que os detinha? E de quem era aquela voz? Eram perguntas incessantes em sua mente, mas acreditava que era alguém, outro viajante solidário que decidira ajudá-los nesse momento, e toda ajuda era bem vinda em sua opinião. Pena que não diminuia seu temor, o que fazia virar sempre o rosto na direção do corredor, atenta a qualquer flecha ou movimento que pudesse acertá-los. Já próxima da porta, relaxava seu corpo e apenas observava a cena. Como se fosse um duelo entre grandes espadachins, seus olhos iam de um lado ao outro, o sorrisinho de lado surgindo e virando um grande sorriso, onde seus dentes alvos se revelavam. Com frequência olhava para Bastian e Klaus, achando graça no modo galante e íntimo do especialista com a pobre e sofrida clériga:*

Edmond escreveu:- Uma Dama como a senhorita não deveria estar em tais apuros,*toma gentilmente sua mão direita e beija as costas da mão* Sou Edmond um jovem aventureiro de Le'Dulce, capital, esses são Bastian de Faérin*aponta para Bastian*, Lori Sankad *aponta para Lori*e Klaus Vestfallen de Faerin*aponta para Klaus*, e estamos aqui para limpar este templo da maldição dos mortos

*Ao ver seu nome ser citado, Lori erguia a mão que estava apoiada no cabo da espada e acenava de modo educado e distante, dando outro olhar nervoso até a area mais afastada, seus olhos erguiam-se para o teto como se avaliasse alguma coisa que lá estava presa e de tempos e tempos repetia algumas palavras de Edmond, sem que som algum saisse de sua boca, nos piores momento chegou a por as mãos na cintura e balancar a cabeça de um lado para o outro, não porque possuia problemas com o flerte dos dois, mas sentia-se mais e mais ansiosa quanto ao que ocorria e eles estavam, em sua opinião, tomando um tempo muito precioso.*

Edmond escreveu:*Enquanto estava falando Ed retira uma rosa branca de dentro de sua mochila, um pouco amaçada mas ainda bela e a coloca por sobre a orelha direita dela. Ed sussura próximo a orelha esquerda enquanto está colocando a rosa branca.*

- Um presente, uma bela flor para uma bela dama em sua nova chance. Dizem que dá sorte.

*Se era devido ao gênio naturalmente bem humorado de Lori ou se era por achar tudo aquilo piegas demais, seria difícil senão impossível explicar, mas ao ver a rosa branca e toda aquela frase floreada, a eladrin virou o corpo, ficando de costas para a cena e e levou a mão até a testa, escondendo um misto de surpresa, divertimento e uma pitada de constrangimento. Aquilo não era o tiop de coisa que se devia dizer a uma clériga que passara os dois últimos dias pressa em uma sala, lutando para viver, e aquela rosa? Daonde ela surgira? Uma parte de Lori até gostaria de que algo estranho assim lhe ocorresse, como após matar os malditos arqueiros da outra sala, receber uma espécie de agrado ou carinho, mas essas eram coisas que os bardos cantavam quando bêbados demais e donzelas pensavam em fazer... bom, aparentemente não só as donzelas. Os especialistas também não se prendiam a locais e situações agindo como bem entendessem. Voltando-se para a cena que se desenrolava a sua frente, Lori trocava outro olhar, entre cômico e trágico com os dois rapazes e levava a mão até a base do nariz, como se fosse uma estudiosa que passara muito tempo estudando sob as luzes das velas e agora sentisse uma forte dor de cabeça. Retirando a mão, trocava um olhar com Klaus, parecendo pedir, senão suplicar que ele intervisse, pois à ela aquilo tudo parecia ...novelista demais.*

- Agora que fomos todos floreadamente apresentados, será que poderia nos contar algo mais sobre o que ocorreu aqui? Aliás, tome seu tempo e descanse, estamos aqui para protege-la e limpar esse local.

*Seu olhar, entre severo e bem humorado,como se ralhasse com uma criança travessa mas muito inteligente, ia até Edmond e depois para Bastian, a quem dedicava um sorriso que procurava acalmá-lo, enquanto mais uma vez suas palavras evocavam a união que possuia com o warlord:*

-Bastian, descanse também. Eu e Klaus cuidaremos do que surgir.
avatar
Lizie
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Feminino Número de Mensagens : 119
Reputação : 4
Pontos de Usuário : 3368
Data de inscrição : 30/07/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Fabricix em Sab 30 Ago 2008, 15:54

Ed escreveu:- O Bastian, tu vai deixa a linha de frente que é a sua especialidade, e vai me proteger de uma CLÉRIGA que está tentado sobreviver aos mortos-vivos, neste quarto, ainda por cima uma seguidora da chama violeta? Claaaaaaaaaro, uma atitude de extrema inteligência e perspicácia.

*Bastian que antes estava com uma expressão de preocupação, achando que talvez estivessem sendo cercados por mais mortos, mudou para a Inespressividade. Vendo que realmente não era um inimigo, baixou o arco e voltou seu seu olhar ao especialista com uma certa raiva incontida. Fora impulsivo era verdade, mas outra vez a forma de falar irritou o ranger*

- *em elfico e num tom de voz baixo* Desculpa se pensei que o grande especialista talvez precisasse de ajuda... Pode deixar, não vou cometer este erro outra vez.

*Bastian se afasta a passos rápidos, fazendo um rápido aceno a Amanda antes de sair. Se dirigia ao final do corredor para manter os sentidos em alerta para caso algo viesse. Não olhou para ninguém... Queria apenas se afastar para suprimir o mal estar que sentia...*

Lori escreveu:-Bastian, descanse também. Eu e Klaus cuidaremos do que surgir.

*Olhando direto nos olhos de Lori, com a mesma expressão de raiva contida, depois de uma inspiração mais demorada*

- Eu estou bem. Vou continuar vigiando o corredor, então se quiserem Descansar podem faze-lo... *Em um tom de voz mais baixo* Oito a cinco para ti...

*Continua até a esquina do corredor, apoia o arco longo ao seu lado na parede para pega-lo com facilidade e mantém sua atenção para o corredor adiante dando breves espiadas para vigiar.*

[Bastian vai para S-4 (bem no finalzinho do corredor... se errei o quadrado me corrige) e mantem o alerta ligado para o corredor onde foram os malignos e vigia atentamente]
avatar
Fabricix
Légolas
Légolas

Masculino Número de Mensagens : 465
Reputação : 10
Pontos de Usuário : 3853
Data de inscrição : 14/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lucius em Sab 30 Ago 2008, 19:01

Edmond escreveu:- Uma Dama como a senhorita não deveria estar em tais apuros,*toma gentilmente sua mão direita e beija as costas da mão* Sou Edmond um jovem aventureiro de Le'Dulce, capital, esses são Bastian de Faérin*aponta para Bastian*, Lori Sankad *aponta para Lori*e Klaus Vestfallen de Faerin*aponta para Klaus*, e estamos aqui para limpar este templo da maldição dos mortos.

*Amanda arregalou os olhos surpresa quando Edmond pegou sua mão e a beijou. A jovem acompanhou com os olhos as pessoas apontadas por Edmond, demorando-se um pouco mais sobre Klaus, um tanto surpresa de como era belo e imponente aquele eladrin, mas logo voltou-se para seu interlocutor. Klaus percebeu a surpresa mas algo o incomodava mais, e era Edmond! Klaus não podia acreditar que o especialista ali estava tentando galantear uma jovem que acabara de sair de tão grave situação! O sangue de Klaus começou a ferver e as coisas somente pioraram...*

Edmond escreveu:*Ed avança mais um passo para ela e quase chocando os seu corpos, sem soltar a sua mão:*

- Não consigo imaginar como deve ter sido a sua resistencia a morte até agora, mas isto é passado Amanda e como esses belos olhos azuis podem ver, a senhorita não está mais sozinha...*parada dramática* nesta missão sagrada.

*Amanda recuou o mesmo passo avançado por Ed, impedindo que ele se aproximasse mais dela, enquanto o olhava temerosa do que acontecia. Ela não estava entendendo mais nada mas seus instintos a avisavam para se afastar da aproximação de estranhos. Ela seria capaz de chutar um carinhoso cachorro se ele se esfregasse nas pernas dela nesse momento. Tensão demais, cansaço demais. E Klaus ia cerrando cada vez mais as sobrancelhas. O coração bondoso de Klaus não seria capaz de suportar aquilo por muito mais tempo. Aproveitar-se de alguém fragilizado daquela forma era algo baixo demais. O fato de Edmond realmente ser um dos salvadores de Amanda, o que deixaria a jovem em um sentimento de que deveria retribuir, o fez ficar ainda mais irritado! Ele implorou intimamente para que aquilo acabasse, mas...*

Edmond escreveu:- Um presente, uma bela flor para uma bela dama em sua nova chance. Dizem que dá sorte.

*A jovem impediu que Edmond lhe colocasse a rosa na orelha, recuando novamente, entrando novamente na sala da qual acabara de sair.*

- O...obrigada... mas eu prefiro violetas. - *Disse ela, ainda desconcertada com a cena inusitada, ainda sem saber como reagir diante destes estranhos aventureiros. Buscou maiores respostas olhando para os demais.*

Lori escreveu:Retirando a mão, trocava um olhar com Klaus, parecendo pedir, senão suplicar que ele intervisse, pois à ela aquilo tudo parecia ...novelista demais.*

*Klaus percebera que ele não era o único desgostoso com a situação e não conseguiu mais se conter:*

- Edmond, brincadeira tem hora e com certeza agora não é hora pra isso! O que está tentando fazer? Mandá-la de volta para a sala fugindo de nós? Se for, saiba que está quase conseguindo! - *Olhou para Edmond, furioso, embora tenha controlado seu tom de voz para ainda ser formal.*

*Amanda olhou para Klaus ainda mais admirada. Parecia que havia alguém normal naquele grupo.*

Lori escreveu:- Agora que fomos todos floreadamente apresentados, será que poderia nos contar algo mais sobre o que ocorreu aqui? Aliás, tome seu tempo e descanse, estamos aqui para protege-la e limpar esse local.

*Amanda ficara olhando Klaus até Lori lhe dirigir a palavra, então virou-se para ela e andou, saindo de perto de Edmond e ficando diante da eladrin, dizendo:*

- Não se preocupem comigo. Estou bem. Eu posso ir adiante e vou seguir adiante! Devo fazer isso em nome de todas as boas lições que recebi desta igreja por quatro anos. Os clérigos que tanto me ensinaram aqui merecem minha ajuda para livrá-los do mal que abateu-se sobre esta casa de Deus. Por favor, permitam-me acompanhá-los, afinal, eu conheço bem esta igreja. Por favor, me deixem ir com vocês!

*Neste momento, o ronco faminto do estômago de Amanda se fez ouvir entre o grupo. Klaus parou de dar atenção a Edmond e virou-se para Amanda. Sem dizer uma palavra que poderia constranger a clériga, Klaus puxou da mochila um journeybread e a ofereceu a Amanda. Surpreendida em um primeiro momento pela oferta, ela olhou Klaus nos olhos como se perguntasse o que estava havendo, então Klaus retomou o sorriso e disse:*

- Se queremos sua ajuda, é melhor que tenhas forças para nos acompanhar então.

*Os olhos de Amanda brilharam de gratidão enquanto guardava sua maça leve na cintura e pegava o pão com a mão ainda trêmula. As forças lhe faltavam, mas logo começou a comer do pão do viajante, capaz de matar a fome diária de um homem com apenas 50 gramas de pão devorados. Amanda deu uma mordida poderosa no pão e esperou a sensação que sentiria no estômago. Parou e aproveitou o sentimento de estar saciada, sorrindo sinceramente, com os olhos fechados. Finalmente os abriu e devolveu o pão a Klaus, sinceramente agradecida.

Neste instante, ouviu-se o barulho da quebra de um vitral no segundo andar da Igreja. Klaus olhou em direção ao teto com expressão séria, enquanto tentava entender qual o movimento que o inimigo havia dado. Olhou para o fim do corredor onde Bastian estava e por onde tinham vindo, e a resposta lhe foi rápida: cercados! Eles iriam ser cercados!*

- LORI, FIQUE COMIGO DE FRENTE PARA O CORREDOR POR ONDE VIEMOS! BASTIAN, NÃO IMPORTA O QUE ACONTEÇA, PROTEJA NOSSA RETAGAURDA! EDMOND...faça o que quiser.

- E EU? - *Gritou quase desesperada a clériga olhando para Klaus.*

*Klaus não contava ainda com as forças da religiosa em um combate e nunca contaria se pudesse escolher, mas ao ver os olhos ansiosos de Amanda, ele não teve coragem de lhe dizer que deveria ficar para trás. Klaus olhou para Lori como quem buscasse sua opinião mas não havia tempo para discutirem isso, então virou para Amanda e disse:*

- Ajude-nos a ficarmos de pé. *E virou-se para o corredor, soltando a tocha no chão, pegando seu escudo leve das costas e empunhando a espada de frente para o corredor por onde vieram.

Klaus olhou Lori nos olhos e disse:*

- Nós vamos sair dessa! Nós ainda faremos valer nossas palavras!

*Logo Bastian pôde ouvir a aproximação dos esqueletos. Eles se moviam e com certeza já estariam mirando para o corredor prontos para dispararem suas flechas como ocorrera da última vez.

Do outro lado, várias pegadas rápidas podiam ser ouvidas, e logo dois grandes Gravehounds (lobos-zumbis), com seus corpos em semi-decomposição, surgiram rosnando no corredor. Uma áura negra esvoaçada se erguia de suas peles. Ficar próximo deles não parecia boa idéia, mas não teriam escolha.*

[Bastian pôde armar-se com o arco antes do combate começar, assim como Lori pode ter sacado a espada e o escudo. Edmond pode ter sacado sua shuriken.

Lori = 5 de dano / Bastian = 6 de dano

Ordem da Iniciativa: Skeleton, Klaus, Edmond, Lori, Decrepit Skeleton, Bastian, Amanda, Gravehounds

Battleground atualizado AQUI. ]
avatar
Lucius
Lich King
Lich King

Masculino Número de Mensagens : 468
Idade : 35
Reputação : 13
Pontos de Usuário : 3913
Data de inscrição : 22/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lucius em Sab 30 Ago 2008, 19:42

*Surgindo do corredor, o esqueleto-líder aproximou-se rapidamente de Bastian, atacando-o com sua espada longa, enquanto protegia-se com seu escudo grande. Bastian cansou realmente ao esquivar-se do ataque, mas seu corpo ainda estava intacto.

Klaus pensou em ajudar Bastian, mas o ranger portava seu arco e atacar ao esqueleto com um arco iria dar ao inimigo uma nova chance de ataque. Klaus rangeu os dentes e voltou-se para os gravehounds. Iria aguardar que se aproximassem o suficiente para poder agir com eficiência.*

[Klaus atrasa sua ação até um gravehound estar perto o suficiente para um ataque.

Lori = 5 de dano / Bastian = 16 de dano

O Skeleton está no quadrado R3. Se Bastian se mover ou atacar outro alvo, o Skeleton ganha um ataque grátis contra ele.]
avatar
Lucius
Lich King
Lich King

Masculino Número de Mensagens : 468
Idade : 35
Reputação : 13
Pontos de Usuário : 3913
Data de inscrição : 22/12/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Ignácius em Sab 30 Ago 2008, 20:40

*Ed pensa: "Hoho, uma das certinhas eu gosto disso, são as mais difíceis. Vou tomar um pouco mais de cuidado. E se esse eladrin começar a me incomodar vai descobri que isso só será pior pra ele." Ed se afasta mais um passo de Amanda e se curva com uma face constrangida.*
*Bastian sussura:*
- *em elfico e num tom de voz baixo* Desculpa se pensei que o grande especialista talvez precisasse de ajuda... Pode deixar, não vou cometer este erro outra vez.

- Desculpe-me, eu me excedi Amanda.*se levanta, guarda a rosa branca na mochila e vira-se para Bastian* Eu também me excedi com você Bastian, mas poucas coisas em combate me irritam mais do agir sem pensar, não importa quantas vitórias um guerreiro teve em sua vida, ele só pode perder uma vez.

*Quando se inicia o combate sua face muda para a habitual:*

- Então eles querem um segundo ato, não vou decepcioná-los! Klaus abaixe-se!*ataca*

*Ed começa a se movimentar em direção a Bastian e começa a cantar:*

- Eu luto do modo não convencional, eu só posso ser tão real quanto eu consigo ser, eu não irei andar sozinho, eu luto pelos que não podem lutar, se eu perder ao menos eu tentei, se vocês quiserem minha vida, então venham pegá-la!!! O que não nos mata apenas nos torna mais fortes!!!

*Edmond está apenas se divertindo com tudo. Ele sabe que o maior problema é o ranger sozinho, então vai ajudá-lo a manter aquela frente de combate, por um tempo. E também sabe que tanto Klaus quanto Lori vão avançar para ajudar Bastian após a morte dos gravehounds. Sua expressão agora é de um jovem nobre se divertindo em meio ao baile. Mas sua mente diz: "idiota isso lá é hora de pensar em mulher." A resposta é simples: "se eu não pensar quem vai? Os eladrins? Mais parecem duas crianças que começaram a namorar, envergonhados demais."*

[Ed ataca usando Sly Fourish no Gravehound em 14S na sua ação padrão, em sua ação de movimento Ed se move para T4, Ed usa sua ação menor para ver quantos esqueletos tem desse lado.]
avatar
Ignácius
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Masculino Número de Mensagens : 116
Idade : 31
Reputação : 0
Pontos de Usuário : 3319
Data de inscrição : 18/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Lizie em Sab 30 Ago 2008, 21:46

*O claro olhar de admiração feminina de Amanda surpreendeu Lori, que desperta para seus sentimentos e longe de sua visão idealizada do mundo depois de uma década reparava que sim, Klaus era uma pessoa extremamente atraente...a todos,não apenas à ela.Seu coração feria-se e abaixava a cabeça, deixando que as seqüências se desenrolassem mediante o seu silencio e sua passividade, alias passividade não.Suas barreiras se erguiam aos poucos, deixando-a mais quieta e controlada, se apenas seguisse aquele demônio de sentimento que a tomava acabaria por falhar em sua ideologia, deixaria alguem morrer sem intrometer-se, mas isso não seria vingança?Não, seria vingança apenas quando ela se colocasse entre os dois, daí seria valido vingar-se e silenciosamente guardar sua espada, enquanto isso...apenas faria o que prometera a todos,protege-los e sair daquele maldito local.

Virando-se no momento em que Amanda era alimentada,Lori sentia-se como antes, era uma pessoa cercada por um enorme muro, esse muro possuía apenas quatro brechas, que apenas permitiam-lhe ver os ataques e se defender deles, ao redor, o que existia, não poderia mais atingi-la.A clériga precisava ser protegida e ela era uma guerreira..uma guerreira da chama rubra.Com o grito de Klaus,desembanhava a espada e virava o corpo na direção das criaturas.*

-A postos, Klaus.Já disse, se esse e o momento das idéias as compartilhe comigo.Minha espada esta pronta e meu espírito precisando de algo...

*Não queria falar, mas a frase acabou escapando de seus lábios, mas ao invés de procurar respostas, olha-lo ou dizer desculpas, melhorava sua posição e apertava os lábios fortemente.*

- Nós vamos sair dessa! Nós ainda faremos valer nossas palavras!

*Os olhos giravam na orbita e fixavam-se nele lateralmente, seus lábios afouxavam um pouco e um sorrisinho curvava o canto de seus lábios, uma de suas brechas aumentando apenas para responde-lo.*

-Todas elas.Apenas lamento perceber que em sua refinada educação, você tenha se tornado tão propenso a arrancar suspiros.Espero que sua ´´protegida´´, compreenda que não estara presente nessa conversa.

*Dizia normalmente,se ela ouviria ou não pouco importava-lhe,era boa, era leal, mas não era pura ou uma paladina ainda, era uma guerreira e guiava-se ´por instintos que mostravam-se em meio a sangue e ossos partidos que viam-se entre pedacos de armaduras quebradas.Prendendo a respiração por uminstante a soltava um milesimo antes de ir a frente e atacar o gravehound que estava à sua frente*


[Lori caminha até T-13 e usara Cleave no gravehound a sua frente]
avatar
Lizie
Pippin e Merry
Pippin e Merry

Feminino Número de Mensagens : 119
Reputação : 4
Pontos de Usuário : 3368
Data de inscrição : 30/07/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Le Dulce - Aldrin

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum